Payment trends | Tendências em pagamentos
Payment trends | Tendências em pagamentos

Principais tendências em pagamentos para 2020 no Brasil

Com a chegada de 2020, os meios digitais se tornam cada vez mais presentes na indústria de pagamentos. Com o elevado número de usuários de smartphone, os pagamentos mobile por aproximação e as carteiras digitais são as principais tendências em pagamentos para o ano que se aproxima.

Ainda, o Banco Central promete revolucionar o sistema de pagamentos com transações mais rápidas, seguras e de baixo (ou nenhum) custo. Além de promover o uso de pagamentos digitais, as iniciativas também contribuem para o desenvolvimento de soluções inovadoras por parte de bancos e fintechs.

Conheça as principais tendências em pagamentos para 2020 e saiba mais sobre essa nova realidade.

 

Quatro tendências em pagamentos no Brasil para 2020

As iniciativas do Banco Central cumprirão um papel importante na indústria de pagamentos; no entanto, os hábitos dos consumidores também ajudam a fomentar um cenário inovador. Detalhamos abaixo as principais tendências que os consumidores podem esperar. Confira!

 

1. Pagamentos instantâneos

Em desenvolvimento pelo Banco Central e previsto para novembro de 2020, os pagamentos instantâneos vão permitir transações imediatas, sem restrições de data e horário. Além disso, não será mais exigido intermediários, o que possibilitará transações em tempo real e redução de custos. Também será possível completar pagamentos sem os dados do beneficiário.

Leia também: Como os pagamentos instantâneos vão transformar as operações financeiras no Brasil

 

2. Open Banking

Um dos principais conceitos do Open Banking é de que os dados dos consumidores pertencem somente a eles próprios. Isso permitirá que, com sua explícita autorização, o consumidor possa compartilhar seus dados pessoais e informações ligadas às suas transações

Essa informação será compartilhada via API, o que significa que o usuário não precisará mais fornecer os dados da sua conta e senha para integrar um aplicativo ao outro. Ainda, os aplicativos integrados não terão acesso às informações fornecidas. O modelo está previsto para a segunda metade de 2020.

 

3. Pagamentos mobile por aproximação

Os pagamentos por aproximação estão expandindo rapidamente no Brasil: o eMarketer prevê 14.7 milhões de usuários de pagamentos mobile por aproximação em 2020 e 21 milhões até 2023. Hoje, 97.6% dos usuários de internet entre 16 e 64 anos têm um smartphone e 14.5% utilizam esse método de pagamento. O país é o único na América Latina onde o Samsung Pay, Google Pay e Apple Pay estão todos presentes.

Esse fenômeno está especialmente ligado à idade: consumidores jovens na América Latina são os que estão adotando a forma de pagamento mais rápido, e afirmam que a praticidade é um dos principais motivos para adoção desse método. Ainda, os usuários também revelam que consideram como benefícios: transferência imediata de dinheiro, confirmação instantânea e um bom backup caso eles esqueçam de carregar suas carteiras.

Além disso, o transporte público é um catalizador para a expansão dos pagamentos contacless no Brasil. Cidades como São Paulo e Rio de Janeiro estão adotando pagamentos NFC e QR Codes, o que ajuda os usuários a se familiarizarem com essa prática.

Leia também: Pagamentos mobile no Brasil: dados e previsões

 

4. Carteiras digitais

As carteiras digitais ainda enfrentam algumas barreiras no Brasil devido aos hábitos de pagamento e falta de conhecimento por parte da população. De acordo com o Google, 32.4% dos usuários estão familiarizados com o conceito das e-wallets, mas nunca usaram ou baixaram um aplicativo.

No entanto, os brasileiros estão demonstrando interesse nessa solução: de acordo com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), 61% dos brasileiros com smartphones dos grupos sociais A, B e C usam carteiras digitais. Além disso, o Google mostrou que, das 150 milhões de buscas mensais no setor financeiro, 4 milhões envolvem carteiras digitais – o que representa 37% de crescimento em um ano.

 

Métodos de pagamento tradicionais continuam relevantes

Com a popularização dos pagamentos digitais, muitos questionam se os meios tradicionais não vão deixar de existir num futuro próximo. Apesar de parecer antiquado, essas formas de pagamento ainda são extremamente relevantes no Brasil. Hoje, 52% dos consumidores digitais usam o boleto bancário para realizar compras.

Existem 45 milhões de desbancarizados no Brasil, e isso ocorre por uma série de motivos. Iniciativas como os pagamentos instantâneos e o open banking podem ajudar a reduzir custos de manutenção de conta bancária – e, assim, incentivar a adoção de soluções digitais –, mas os aspectos culturais são os principais elementos que tornam o pagamento em dinheiro tão relevante no país.

Muitos brasileiros trabalham na informalidade e recebem em dinheiro. Ainda, algumas lojas e estabelecimentos locais oferecem descontos para pagamentos em dinheiro e boleto, já que reduz custos quando comparado ao pagamentos parcelados no cartão de crédito, por exemplo. Ferramentas como o boleto bancário permitem compras digitais em dinheiro e recarga de saldo em carteiras digitais há nenhum custo, mesmo para quem não possui conta bancária.

Na PagBrasil, nós desenvolvemos soluções digitais que focam na população desbancarizada: o Boleto Flash®, o único que confirma o pagamento em menos de uma hora, e o PEC Flash®, que permite o pagamento em dinheiro para compras online em qualquer uma das 13 mil agências lotéricas no Brasil. Estamos dedicados a aprimorar essas soluções em 2020 para que mais brasileiros possam ter acesso a experiências de compra digitais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *