Easter 2021 | Páscoa 2021
Easter 2021 | Páscoa 2021

Páscoa 2021: ainda mais digital que 2020

No ano passado, a pandemia do Covid-19 afetou uma das datas mais aguardadas do primeiro semestre: a Páscoa. Foi justamente nessa época do ano que diversos estados do Brasil passaram a adotar medidas de distanciamento social mais rigorosas, restringindo a abertura do comércio.

Leia também: Páscoa online: 3 dicas para aumentar suas vendas

Diante de um cenário de mudanças, a venda online foi a solução para muitos lojistas. Segundo o relatório Webshoppers, do Ebit|Nielsen, a Páscoa de 2020 registrou aumento de 66% nas vendas online – uma expansão impulsionada pela pandemia.

Este ano, o cenário se repete: enquanto a população é gradualmente vacinada e as medidas de contenção de contágio se estendem por todo o país, o e-commerce é o principal canal de vendas para a Páscoa.

A boa notícia é que, em 2021, o consumidor já está mais habituado a realizar compras online: de acordo com uma pesquisa da Criteo, 56% dos consumidores brasileiros fizeram sua primeira compra no e-commerce durante a pandemia, e 94% pretendem continuar com as compras online.

 

Apostas para a Páscoa 2021

Com o consumidor mais adepto à compra online, as vendas no e-commerce durante a Páscoa 2021 devem ser ainda maiores. As plataformas de delivery são uma das principais apostas: somente no Carnaval de 2021, as vendas via delivery cresceram 276% com relação ao mesmo período no ano passado.

Em uma data em que chocolates e doces são os principais itens buscados por consumidores, nada mais natural do que esperar um aumento das vendas nestas plataformas.

 

Além do delivery: como aumentar as vendas online durante a Páscoa

Mas o delivery não é a única solução para aumentar as vendas deste ano. Separamos algumas dicas para impulsionar ainda mais os resultados para esta Páscoa!

Aposte em mais de uma plataforma

Além dos aplicativos de entrega, as plataformas de marketplace como Magazine Luiza, Americanas, Amazon, entre outras, também são uma alternativa para a data. Esses grandes varejistas digitais permitem ao lojista atingir os diversos perfis de clientes que viram no marketplace uma alternativa segura para fazer compras.

Ofereça um link de pagamento

As vendas através de redes sociais e WhatsApp já são uma realidade para muitos lojistas. Segundo o Panorama Do Comércio Móvel no Brasil, realizado pela Mobile Time e Opinion Box, o WhatsApp, embora não tenha nascido com esse propósito, é o terceiro aplicativo mais popular de delivery: 9% dos consumidores revelam que já utilizaram o aplicativo de conversas para fazer um pedido. O iFood lidera com 64%, seguido do Uber Eats, com 13%.

Mesmo grandes varejistas, como a Lacta, estão apostando nesta estratégia: a companhia lançou um serviço através do aplicativo de conversas, com perguntas e respostas sobre o processo de compra e interações para montar a cesta de compras.

Por isso, otimizar a venda pelo WhatsApp e redes sociais é fundamental. O link de pagamento surge, então, como uma importante ferramenta para agilizar o processo de compra nesses canais. Ao encaminhar a URL para o seu consumidor, ele será direcionado para uma página segura onde poderá optar pelo método de pagamento que preferir, como cartão de crédito, débito, boleto bancário, e até mesmo dinheiro.

Leia também: 4 situações para usar um link de pagamento e aumentar suas vendas

Amplie a oferta de métodos de pagamentos alternativos

Para o lojista que já possui uma loja virtual, oferecer métodos de pagamentos alternativos é outra importante estratégia para aumentar as vendas. Segundo o Instituto Locomotiva, 71% da população brasileira ainda prefere utilizar o dinheiro em espécie para fazer suas compras cotidianas.

Oferecer métodos de pagamento que atendam essa população com eficiência, como o Boleto Flash® e PEC Flash®, é fundamental para garantir o aumento das vendas. Ambos permitem o pagamento em dinheiro com confirmação acelerada, promovendo uma excelente experiência de compra.

Além disso, o Pix também é um método de pagamento importante, especialmente em uma data em que o prazo de entrega é crucial. Por se tratar de um pagamento instantâneo com confirmação imediata, o lojista pode rapidamente liberar a mercadoria para entrega, acelerando o prazo. Esse meio de pagamento surge como uma alternativa para os consumidores que preferem pagar utilizando o saldo da conta no banco ou da carteira digital.

Quer receber mais dicas como esta? Então assine a nossa newsletter para acompanhar nosso conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *