Pesquisa revela hábitos de consumo no e-commerce no sul do Brasil

De acordo com a Ebit|Nielsen, o sul do Brasil é uma das regiões que lidera o mercado e-commerce no país. O território gerou mais de R$ 5,4 bilhões em faturamento no primeiro semestre de 2019, o que torna a região próspera para lojas dentro e fora do país.

Ainda, o Rio Grande do Sul possui a terceira maior renda nominal mensal per capita e a segunda menor taxa de desemprego no Brasil de acordo com dados do IBGE.

Realizamos uma pesquisa em parceria com a Segmento Pesquisa que revela o comportamento do consumidor brasileiro na região sul do país, especificamente em Porto Alegre – capital do estado e onde nossa matriz está localizada. Apesar de se tratar de uma pesquisa regional, os participantes foram selecionados de acordo com o perfil nacional do consumidor de e-commerce. Confira o que descobrimos.

 

Quem são os consumidores de e-commerce?

O hábito de fazer compras online é maior entre a população de 18 a 34 anos. A renda é outro fator importante: quanto mais alta, mais propensos eles estão para comprar online. Ainda, produtos que pertencem a categoria “Moda e Acessórios” são preferência entre os consumidores, especialmente mulheres.

Nossa pesquisa também mostrou que 45,5% da população compra online com uma média frequência – 19% compram mensalmente e 26,5% a cada dois ou três meses. Não apenas eles estão comprando online, como também são ­heavy-users de aparelhos mobile: 98,5% revelou ter uma conta em mídias sociais, e três a cada quatro dos entrevistados disseram que usam o smartphone para fazer compras na internet. O número está acima da média nacional, que mostra que 46% da população utiliza o celular para fazer compras, de acordo com o relatório da We Are Social e Hootsuite. É importante ressaltar que nossa pesquisa considerou exclusivamente a população que compra online, o que ajuda a justificar a diferença com a média nacional.

 

O que eles estão comprando?

As categorias que lideram as vendas no e-commerce são Moda e Acessórios (47,35%), Eletrodomésticos (45,5%), Telefonia e Celular (38,85%) e Eletrônicos (38,8%). As mulheres estão mais propensas a comprar produtos que pertencem às duas principais categorias, com 55,2% de participação em Moda e Acessórios e 48,3% em Eletrodomésticos. Já os homens mostraram mais interesse nos Eletrônicos: 47,2% comprou algum item desta categoria.

Quando se trata de faixa-etária, Moda e Acessórios foi uma categoria mais popular entre consumidores de 18 a 24 anos, enquanto entre a categoria de Eletrodomésticos, 51,35% tem mais de 50 anos. Este dado é muito próximo da média nacional, onde os consumidores sênior representam 42% dos consumidores, de acordo com a Folha de São Paulo.

 

Como eles estão pagando?

Assim como a preferência nacional, os cartões de crédito domésticos e o boleto bancário são os métodos de pagamento preferidos entre os porto-alegrenses. É importante ressaltar que, de acordo com o Instituto Locomotiva, os brasileiros movimentam mas de R$ 800 bilhões em dinheiro em todo país.

Já os cartões de crédito internacionais são o método de pagamento preferido de apenas 12,5% da população de Porto Alegre, apesar de 20% ter revelado que geralmente utilizam esse método para fazer compras online.

Finalmente, apenas 5,75% revelou ter dificuldades para fazer compras online. Destes, 13% afirmou que os problemas estavam relacionados à demora para confirmação do pagamento. Ainda, 62.8% dos entrevistados disseram que usaram o boleto bancário para fazer uma compra pelo menos uma vez – o que indica a confiança nesse tipo de pagamento, apesar de todas as limitações do boleto tradicional.

Nossa pesquisa mostrou que o comportamento do consumidor online em Porto Alegre é próximo a média nacional, especialmente quando se trata de preferência pelos métodos de pagamento. Isso quer dizer que, mesmo em uma cidade grande em uma das regiões que domina as vendas no e-commerce, oferecer opções de pagamentos domésticos alternativos ainda é importante para atrair e reter clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *