5 Outubro 2018

Guia do Despacho Postal

despacho postal

Há pouco mais de um mês, os Correios começaram a cobrar a taxa de R$ 15,00 de Despacho Postal para qualquer encomenda internacional enviada para o Brasil. Já explicamos como a cobrança funciona e os tipos de encomendas que estão sujeitas a ela. No entanto, desde que o Despacho Postal entrou em vigor, muitos consumidores e lojistas perceberam que, apesar da posição oficial dos Correios sobre a universalidade da cobrança, muitas encomendas são liberadas sem a necessidade de pagar os R$ 15,00.

 

Alguns lojistas e a maioria dos consumidores que compram cross-border acabaram recorrendo à internet para tentar entender o que é verdade ou não sobre o Despacho Portal. Alguns comerciantes optaram por fazer o rastreamento das encomendas por conta própria e pagar a taxa quando necessário, para evitar que os compradores desistam de suas compras. Para isso, normalmente aumentam o preço dos produtos para cobrir os gastos associados.

 

A maioria dos e-commerces internacionais que vendem ao Brasil, ou lojistas nacionais que trabalham com dropshipping, no entanto, não possuem os recursos necessários para fazer o rastreamento manual de todos os envios. Por isso, os compradores acabam sendo os responsáveis de rastrear as encomendas e pagar o Despacho Postal quando os Correios processam os pacotes na chegada ao país.

 

A ideia do Despacho Postal não tem sido facilmente compreendida pelos consumidores. Por exemplo, quem adquire produtos de baixo valor em sites chineses, como AliExpress, não consegue entender porque há a necessidade de pagar R$ 15,00 para mercadorias que custam, muitas vezes, em torno de 2 dólares. No entanto, a realidade é que os Correios ampliaram a cobrança – anteriormente aplicada somente no caso de encomendas que tinham que pagar taxas de importação – para todas as encomendas internacionais, justamente pelo aumento no volume de pacotes que chegam ao Brasil diariamente, composto principalmente por objetos de pequeno valor provenientes da China.

 

Os consumidores brasileiros estão bastante ativos em fóruns online e, em particular, no Twitter para debater o Despacho Postal e a hashtag #naoehsopelos15 se popularizou nos canais sociais. Alguns dias após o início da cobrança, no entanto, foi possível identificar testemunhos de consumidores afirmando que suas encomendas foram entregues sem a cobrança. O Muambator, popular serviço de rastreamento de encomendas, também notou esta tendência e decidiu investigar mais a fundo. Abaixo, apresentaremos os resultados que foram encontrados após a investigação.

 

 

Despacho Postal: é uma cobrança universal?

 

Para identificar se o Despacho Postal está, de fato, sendo cobrado em todas as encomendas internacionais, o Muambator analisou envios rastreados em seu sistema seguindo estes, entre outros, critérios:

 

    • Procedentes do exterior;

 

    • Chegada ao Brasil após a meia noite do dia 27 de agosto de 2018;

 

  • Encomendas classificadas segundo o país de origem e as primeiras duas letras do código de rastreamento, que indicam o tipo/categoria de envio.

 

Os resultados foram apresentados em uma tabela, e devem ser utilizados desta forma para prever se uma encomenda será cobrada:

 

Tomando o código de rastreamento LZ522873349CN como referência, vemos que começa em LZ e termina em CN. Estes são os caracteres fontes para a tabela. O “CN” informa a origem da encomenda. O “LZ”, por outro lado, indica o tipo/categoria de envio, como First Class Mail, ePacket, Priority Mail, etc.

 

Assim, na tabela abaixo, a primeira coluna terá as duas últimas letras do código de rastreamento. Na segunda coluna, estão listados o tipo/categoria do envio. Finalmente, na terceira coluna se informa a porcentagem de encomendas analisadas que tiveram o Despacho Postal aplicado.

despacho postal
 

O Despacho Postal em poucas palavras

 

Após a análise das encomendas, o Muambator chegou às seguintes conclusões:

    • Praticamente qualquer encomenda que comece com “R” será cobrada pelo Despacho Postal.

 

    • As encomendas provenientes dos EUA – com exceção daquelas que se enquadram no ponto acima – não estão sendo cobradas.

 

  • Considerando somente as encomendas que passaram pelo sistema de rastreamento do Muambator, somente no primeiro mês do Despacho Postal, os Correios arrecadaram, R$ 665.760,00 com esta cobrança.

 

Continuaremos atentos sobre as novidades referentes ao Despacho Postal e sempre que tivermos informação nova, compartilharemos por aqui. Por favor, entre em contato se tiverem alguma pergunta ou comentário.

/ Escrito por Bianca Lopez - Seguir @biancatlopez

Deixe uma resposta