Um número crescente de brasileiros compra em sites internacionais

O mercado de e-commerce brasileiro teve excelentes taxas de crescimento nos últimos anos. Ao contrário do segmento de varejo tradicional, que continuamente tem queda no volume de vendas, o mercado de e-commerce conseguiu manter uma tendência de crescimento positiva. Cada ano, mais e mais consumidores brasileiros compram online e um número crescente deles opta por realizar compras em sites internacionais. Segundo o relatório Webshoppers da Ebit, em 2016, 21 milhões de consumidores brasileiros fizeram pelo menos uma compra em um site estrangeiro. O número representa 44% de todos os compradores digitais do país. Outro estudo, da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CDNL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), indica que 22% dos consumidores compra em sites de e-commerce internacionais regularmente.

 

 

Por que os brasileiros fazem compras cross-border?

 

A internet tem um papel importante no estreitamento das fronteiras do comércio global. Os consumidores podem simplesmente sentar confortavelmente em suas casas – ou estar em qualquer lugar graças à adoção massiva dos smartphones – e navegar por lojas online de todo o mundo. Para os consumidores brasileiros, a situação não é distinta. Mas, porque eles decidem fazer compras cross-border? Segundo a pesquisa da CDNL e o SPC, estas são as principais razões:
 

  • Melhores preços – indicado por 76% dos entrevistados.
  •  

  • Possibilidade de encontrar itens que não estão facilmente acessíveis no Brasil – indicado por 53% dos entrevistados.
  •  

  • Variedade de produtos – indicado por 48% dos entrevistados.

 

Desafios para as compras cross-border

 

Ao comprar em sites internacionais, às vezes os consumidores brasileiros se enfrentam a algumas dificuldades. Por exemplo:

 

  • Entregas demoradas: normalmente, ao comprar produtos físicos em sites internacionais, os consumidores brasileiros esperam pelo menos 30-40 dias para receber a mercadoria. Neste cenário, é essencial que os comerciantes internacionais que vendam ao Brasil testem diferentes métodos de envio para encontrar o que ofereça o melhor serviço para cada negócio. Além disso, trabalhar com um parceiro local de logística pode ajudar a reduzir os tempos de entrega.
  •  

  • Falta de métodos de pagamento locais: se o site internacional não utiliza os serviços de um provedor local de processamento de pagamentos, os consumidores brasileiros precisarão te rum cartão de crédito habilitado para compras em moeda estrangeira. A maioria dos cartões nacionais somente estão habilitados para compras em reais. No entanto, mesmo quando permitem compras em outras moedas, os brasileiros evitam fazer isso. Aqui explicamos mais. Além disso, sem um provedor local de pagamentos, alguns métodos populares, como o parcelamento e o boleto bancário, não estão disponíveis para os compradores.
  •  

  • Dificuldade para logística reversa: assim como as dificuldades para a entrega, a logística reversa pode ser um transtorno para os consumidores e os vendedores. Novamente, formalizar uma parceria com um serviço local de logística pode reduzir estes problemas.
  •  

  • Impostos de importação: Em teoria, todos os produtos comprados em sites estrangeiros estão sujeitos a taxação na chegada ao Brasil. No entanto, na prática, a alfândega brasileira não aplica impostos a todos os pacotes provenientes de compras em lojas de e-commerce internacionais. Em muitos casos, mesmo após a aplicação do imposto, o preço final continua sendo inferior ao encontrado em lojas nacionais. Muitos consumidores não estão familiarizados com a maneira como funciona a aplicação de impostos de importação e alguns simplesmente preferem tentar a sorte. Por causa da falta de informação sobre os impostos de importação, é fundamental que o lojista internacional disponibilize essa informação de forma clara no checkout. Dependendo do tipo de produto vendido e o valor médio das vendas, inclusive se recomenda que o comerciante pré-pague os impostos e adicione o valor ao preço final da compra. Leia mais sobre isso aqui.

 

Apesar das dificuldades, os consumidores brasileiros não têm intenção de deixar de fazer compras cross-border. De fato, o no relatório Webshoppers se indica que 59% dos consumidores planeja continuar comprando online em sites estrangeiros. O Brasil oferece uma excelente oportunidade para os comerciantes internacionais que decidam vender ao país, mas é importante seguir algumas diretrizes para garantir o sucesso do negócio no mercado brasileiro. Se você quer mais informação sobre como ter êxito no Brasil, entre em contato conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments

  • Edson Rodrigues 22 de maio de 2019

    Ola boa noites, meu pacote está em processo de desembaraço anduaneiro, a 17 dias como faço pra tentar liberá-lo, agradeço a atenção

  • José Edgar Alves Pinheiro 13 de dezembro de 2019

    Tenho produtos retidos na alfândega Curitiba, gostaria de saber quais para entrar em contato com a Alfândega em Curitiba. Obrigado!

  • Joelson soares 4 de janeiro de 2020

    Comprei produtos da China mas nao recebi e tbm nao me avisar c for preciso pagar algo na alfândega….assim nao consigo o produto que ja paguei queria ajudar

  • Tarik Macedo 27 de janeiro de 2020

    Olá meu produto parou na alfândega, estou aguardando para liberar para eu pagar a taxa.. mas já se faz quase 1 mês o que devo estás acontecendo ????

  • Luis carlos dos santos barreto 24 de dezembro de 2020

    Sobre uma mercadoria minha que esta em análise

  • Elizangelo 23 de janeiro de 2021

    Alo tenho produto retido pela fiscalização de Curitiba, gostaria muito de saber sir o produto ainda vai chegar no meu endereço. Desde já obrigado!

  • Thais helena Gomes marra 9 de fevereiro de 2021

    O meu pacote está no Brasil desde 28 de dezembro e até hoje não foi liberado o q eu faço

  • Alessandro Nascimentodos dos santos 13 de julho de 2021

    Boa tarde gostaria de saber o meu pedido já está um processo de postagem

  • Renato Pereira Lima 4 de agosto de 2021

    meu pacote está em processo de desembaraço anduaneiro, faz 7 dias como faço pra tentar liberá-lo

  • Aparecido Sabino 4 de novembro de 2021

    Eu campra um produto na China eu não recebi eu rastreio diz que tá retido na alfândega

  • maria da paixao maximo 10 de novembro de 2021

    boa tarde meu pedido fodevolvido pela receita federalna loja fala que foi entregue .quero uma resposta o que fizeram com os pedidos quero pelo menos meu dinheiro de volta

  • José telmo da Silva gomes 18 de novembro de 2021

    Comprei um produto da China mas ainda não recebi um aparelho ou se os copos

  • Mariana 26 de dezembro de 2021

    Minhas compras estão retidas na alfândega no Brasil em Curitiba,o que devo fazer?

Esta página utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário em nosso site. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com a coleta e uso das informações para garantir a melhor experiência de navegação. Para saber mais, leia a nossa Política de Privacidade.

Aceitar