Prepare sua loja para a Black Friday

A Black Friday marca o início oficial das festividades de fim de ano. Antes da data, consumidores ao redor do mundo ficam de olho nos seus sites e marcas favoritos esperando ansiosamente pelas melhores ofertas. No Brasil, o marco foi introduzido em 2010, exclusivamente no ambiente de e-commerce. Naquele ano, alcançou uma receita total de 3 milhões de reais e os consumidores compraram principalmente smartphones e televisores.

Com o passar dos anos, a Black Friday se tornou mais e mais popular no país, com a edição do ano passado chegando a ter uma receita de 2,1 bilhões de reais. Esta é uma das datas mais aguardadas por lojistas de e-commerce. Em 2018, se espera um crescimento de 15% nas vendas durante a campanha de Black Friday, com um aumento de 6,4% no número de transações. A sua loja está preparada para a Black Friday 2018?

 

6 dicas para estar pronto para a Black Friday

Um ponto importante a se considerar na preparação para a Black Friday, ou qualquer outra data significativa para o e-commerce, é sempre conhecer bem o consumidor, suas expectativas, o que eles querem e como se comportam. Antes de compartilhar nossas dicas, vejamos algumas estatísticas gerais sobre os consumidores brasileiros no que se refere à Black Friday.

 

•     Os consumidores pesquisam antes da data

 

•     Mesmo os consumidores que decidem comprar pesquisam online antes de comprar

 

•    A Black Friday é mais popular online do que offline


•    78% dos compradores retornam à loja para outra compra após a Black Friday

 

•    37% dos consumidores não acreditam nas ofertas da Black Friday

 

Com estes dados em mente, preparamos algumas dicas para ajudá-lo a preparar sua loja para a Black Friday 2018. Confira:

 

1. Ofereça descontos verdadeiros

Como mais de uma terça parte dos consumidores são céticos sobre as ofertas anunciadas durante a campanha de Black Friday, e quase a metade deles começa a pesquisar as promoções entre um mês (26%) até uma semana (22%) antes da data, eles estão bem informados sobre os preços antes e durante a campanha.

No Brasil, há uma frase famosa que diz que na Black Friday as lojas vendem pela “metade do dobro”, sugerindo que os preços são aumentados propositalmente nos dias anteriores à promoção para que os descontos não afetem o preço original. Cabe destacar que esta prática já não é tão comum, principalmente graças a sites como Zoom ou blackfriday.com.br, nos quais os compradores podem fazer uma comparação de antes e depois dos preços e validar se as ofertas são reais. Tenha em conta que os brasileiros são muito desconfiados com o ambiente de e-commerce e certificar-se de que seus descontos são verdadeiros é essencial para ganhar a confiança deles.

 

2. Prepare seu site

Os consumidores esperam desfrutar da melhor experiência de compra, mesmo com o tráfego adicional que sua loja receberá. Por isso, é essencial que você se certifique que seu site como um todo, incluindo a plataforma de e-commerce, servidor e processador de pagamento, esteja pronto para assumir o tráfego extra.

A compra impulsiva é um dos principais motivadores das vendas da Black Friday e erros ao carregar a página ou durante o processamento de pagamento podem fazer com que suas taxas de conversão baixem. Quanto melhor a experiência, melhores serão seus resultados. Além disso, faça testes exaustivos em diferentes dispositivos, navegadores e sistemas operacionais. Testes A/B antes da campanha de Black Friday são uma excelente maneira de verificar o que gera melhor performance para definir a melhor opção.

Igualmente, certifique-se que o design do seu site seja compatível com a temática da Black Friday para que os visitantes saibam que você está participando da data. Uma boa ideia é adicionar uma contagem regressiva na página para que os visitantes saibam quando as ofertas estarão disponíveis.

 

3. Conheça o seu comprador

Você sabia que 66% dos compradores da Black Friday já compraram na loja anteriormente? Isso indica que você já deve ter uma boa ideia de seus itens preferidos e o que vende melhor entre sua base de clientes. Certifique-se de rastrear todas as interações dos seus clientes com a loja, incluindo resultados de campanhas publicitárias e seus comentários nas redes sociais.

Desta forma, você terá mais claro o que eles querem, como costumam comprar e quando gastam normalmente. Assim, poderá definir as estratégias mais eficientes para a sua loja. Além disso, tenha seu estoque preparado para a maior demanda, já que vender mais do que você tem disponível para enviar gerará mais suporte pós-venda e causará atrasos na entrega, o que pode prejudicar sua imagem e até afetar campanhas futuras, como as vendas de Natal.

 

4. Seja omnichannel

Se você tem presença tanto online como offline, lembre-se que ambos ambientes estão cada vez mais interconectados. Como parte da experiência do consumidor, é importante criar formas de integrar diferentes canais. Por exemplo, um cliente que compre na loja física poderia ter a opção de finalizar o pagamento no app e assim evitar filas. Alternativamente, você pode dar aos seus clientes a opção de recolher, devolver ou trocar um produto comprado online na loja física para otimizar a experiência e aumentar a confiança deles na sua marca.

 

5. Defina orçamento e estratégias de marketing

Para maximizar suas vendas e atrair mais tráfego para o seu site, defina excelentes estratégias de marketing e seus KPIs (indicadores chave de performance), como taxas de conversão, CAC (custo de aquisição de cliente), ROI (retorno de investimento) e ticket médio. Separe um orçamento para suas campanhas de marketing digital e otimize-as para conseguir os melhores resultados.

Tente coisas diferentes: anúncios nas redes sociais, Google Ads, campanhas de WhatsApp (se você tiver a autorização de seus clientes), e-mail marketing, etc. Você também deveria implementar ações para recuperação de carrinhos abandonados, como e-mails de seguimento para os compradores que adicionaram algo ao carrinho e não finalizaram a compra, ou ainda campanhas de remarketing

 

6. Melhore suas taxas de conversão de pagamento

Oferecer as melhores ofertas é só uma parte do caminho. O checkout é um ponto crucial para a jornada do consumidor e a taxa de conversão geral do e-commerce brasileiro (de visita para pagamento) ainda é baixa. Além disso, erros durante o processamento de pagamento pioram a situação ainda mais. Certfique-se de que seu provedor de pagamento tenha como missão oferecer a melhor experiência para os seus compradores.

Por exemplo, a PagBrasil oferece uma completa lista de métodos de pagamentos nacionais para seus lojistas, o que significa que os compradores têm mais escolhas na hora de pagar. Adicionalmente, a PagBrasil também criou um boleto bancário melhorado, o Boleto Flash®.

O método de pagamento exclusivo é uma excelente maneira de alcançar consumidores que não tenham conta bancária ou que optam por não usar o cartão de crédito. Além disso, também pode ser usado como uma forma de recuperar a compra quando o pagamento com cartão de crédito falha. Como o Boleto Flash® oferece confirmação de pagamento quase instantânea, ao contrário do boleto bancário antigo, acaba sendo também uma excelente opção para ser implementada antes da Black Friday e da temporada de fim de ano. Desta forma, você pode se beneficiar de melhores taxas de conversão de pagamento motivadas pela compra impulsiva, além de ter mais controle sob seu estoque durante estas datas.

E então, a sua loja está pronta para a Black Friday e as datas comemorativas do fim de ano?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *