Gestão para e-commerce
Gestão para e-commerce

Veja 5 dicas de gestão de e-commerce e aumente suas vendas

Conheça os principais pontos que merecem atenção especial na sua loja virtual e dicas de gestão para e-commerce que podem impulsionar suas vendas.

 

A internet é um importante meio para os negócios. Se o número de vendas online já vinha crescendo ano após ano, elas dispararam com a pandemia.

Comprar pela internet está se tornando um hábito. Mesmo aqueles que ainda não eram adeptos da prática, acabaram se vendo “obrigados” a migrar para o meio digital durante o isolamento social. De acordo com o site de notícias G1, de abril a junho de 2019, os brasileiros fizeram 39 milhões de compras no e-commerce. No mesmo período de 2020, foram mais de 82 milhões de pedidos pela internet. Isso representa um crescimento de 112% nas vendas pela internet. Com o comércio eletrônico aquecido, mais do que nunca é preciso cuidar da gestão do e-commerce.

O que preocupa é que gestor de comércio eletrônico ainda encontra muitas dificuldades em administrar esse tipo de loja, uma vez que exige ações e cuidados específicos. Conforme levantamento do Sebrae, por meio da Pesquisa Nacional de Varejo Online, as principais dificuldades são: tributação, logística, marketing, fluxo de caixa e controle de estoque.

Pensando nisso, elaboramos 5 dicas de gestão para e-commerce que você deve começar a aplicar agora para o sucesso do seu negócio. Confira!

 

1. Faça um bom planejamento

Apesar de parecer muito mais fácil fazer a gestão para e-commerce, a verdade é que ela também envolve muitas análises e tomada de decisões que podem ser responsáveis pelo sucesso ou pelo fracasso do negócio.

Por isso, ao criar uma loja virtual, não se esqueça de elaborar um plano de negócios. Este deve incluir informações sobre seu público-alvo, concorrentes, custos, investimento necessário, estratégias que o diferenciem dos demais, entre outros.
Estes elementos te ajudam a avaliar a viabilidade do e-commerce e quais são os próximos passos.

Um erro comum é deixar esse planejamento de lado e não dar a devida atenção para a gestão do e-commerce. Porém, esta falta de planejamento é uma das principais responsáveis pelo não desenvolvimento do negócio.
Se sua loja virtual for vinculada a uma loja física, a atenção deve ser redobrada.

 

2. Tenha uma plataforma excelente

Os consumidores online estão cada vez mais exigentes. Não há mais espaço para falhas, erros de carregamento, visual não atrativo. Uma das principais dicas de gestão para e-commerce é investir em uma boa plataforma de vendas, já que é a partir dela que sua loja será desenvolvida.

Para melhorar ainda mais seu trabalho como gestor, assim como a satisfação dos clientes, aposte na integração com ERP. Esse sistema garante o acesso a ferramentas mais sofisticadas e controle mais eficiente seja de estoque, fluxo de caixa, vendas, entregas, entre outros.

 

3. Faça uma boa gestão do estoque

A gestão de estoque impacta diretamente no financeiro da empresa, seja ela digital ou não. Entenda que tanto produtos em excesso aumentam os custos da empresa, seja por dinheiro parado e/ou espaço de armazenamento, assim como a falta de estoque prejudica as vendas, fazendo com que você deixe de ganhar.

Erros no controle também prejudicam o e-commerce, principalmente se você também vende os mesmos produtos em outros canais. Se esse for o caso, a dica de gestão é a integração desses estoques. Dessa forma, não corre o risco de vender o mesmo produto ao mesmo tempo em meios diferentes e ficar com um falso status ‘disponível’ na plataforma de venda on-line.

 

4. Tenha um sistema de gestão

Um sistema de gestão empresarial, também chamado de ERP (Enterprise Resource Planning), é um software que reúne os dados e tarefas em um único lugar. Dessa forma, facilita o controle e organização de todos os processos que envolvem um negócio.
Um sistema gerencial é fundamental para qualquer empresa, para o comércio eletrônico não é diferente.

Em vez de controlar manualmente e fazer anotações em papéis e planilhas, o software ERP automatiza muitos processos, tornando o controle de estoque, de fluxo de caixa muito mais eficiente. Além disso, permite a emissão de notas fiscais com os cálculos de imposto de acordo com as normas e o acesso aos dados de qualquer lugar, já que muitas soluções funcionam na nuvem.

Não importa o tamanho da sua loja, a gestão do e-commerce é realizada com muito mais produtividade, segurança e confiabilidade.

 

5. Invista em marketing

A propaganda é fundamental para fazer com que seu negócio chegue a mais pessoas e atraia mais cliente interessados no que você tem a oferecer. Atualmente, qualquer loja física também deve estar na internet divulgando seus produtos, o mesmo vale para os e-commerces.

Por mais que estes já estejam no meio virtual, devem se fazer notados, uma vez que a concorrência é enorme. Por isso, os investimentos em marketing devem fazer parte do plano de gestão para e-commerce. Aposte no desenvolvimento de anúncios, conteúdo otimizado para SEO, redes sociais, etc.

A gestão de e-commerce envolve muito mais do que a simples criação de uma loja online. Assim como qualquer empreendimento, é preciso planejamento, ações e controle dos processos. Com um sistema de gestão empresarial fica muito mais fácil colocar todas essas dicas em prática, além de analisar os relatórios para a tomada de decisão dos próximos passos.

 

Sobre o autor

Isabella Soares é formada em Publicidade pela PUC Minas e é Analista de Marketing no GestãoClick, um software de gestão empresarial que ajuda a organizar e aumentar as vendas de milhares de pequenas e médias empresas.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esta página utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário em nosso site. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com a coleta e uso das informações para garantir a melhor experiência de navegação. Para saber mais, leia a nossa Política de Privacidade.

Aceitar