Top tendências para o e-commerce em 2018 no Brasil

O ano está quase terminando e vendo os resultados do e-commerce na primeira metade do ano, bem como os números do recente Black Friday, se espera que o segmento termine 2017 com um aumento de 10% a 15% de faturamento. Ao longo do ano, foi possível observar melhoras no cenário econômico no país, o que estimulou o mercado de consumo. Por este motivo, a perspectiva de crescimento para o setor de comércio eletrônico brasileiro em 2018 mantém uma tendência positiva.

Os negócios que desejam ter sucesso no mercado brasileiro em 2018 deveriam estar atentos à estas tendências para o e-commerce e começar a planejar suas estratégias:

 

Tendências para o e-commerce

Mais participação do m-commerce

Cada vez mais consumidores digitais do Brasil realizam suas compras online através de dispositivos móveis. No primeiro semestre de 2017, estes dispositivos foram responsáveis por 31% das vendas de e-commerce no país. Durante o último Black Friday, o segmento de m-commerce gerou 26.5% do faturamento total do e-commerce, em comparação com uma quota de somente 4,4% em 2013.

Por este motivo, o aumento da importância dos dispositivos móveis é evidente. Se uma loja online não for compatível com estes dispositivos, é hora de atualizar o layout e fazer com que o site possa ser facilmente acessado através de smartphones e tablets. Além disso, inclusive o checkout e os métodos de pagamento devem ser completamente responsivos. Por exemplo, a Pagbrasil oferece algumas características otimizadas para estes dispositivos, como o seu boleto bancário responsivo e a tecnologia de pagamento em um clique, que inevitavelmente proporcionam aos compradores uma melhor experiência de compra.

Suporte em tempo real / chatbots

Já discutimos as particularidades do que o consumidor brasileiro espera em termos de atenção ao cliente. Para 2018, quanto mais as lojas online possam proporcionar suporte ao cliente em tempo real, melhor. Neste cenário, os chatbots são excelentes aliados para os negócios online. Além disso, os chatbots que funcionam com apps sociais, como o Facebook Messenger, também terão mais importância no próximo ano. Como tal tecnologia pode auxiliar com solicitações simples, as lojas de e-commerce poderão proporcionar uma atenção ao cliente mais rápida, além de liberar seus funcionários para que eles possam centrar-se em casos mais complicados.

Vendas através das redes sociais

O social commerce, como é conhecido o segmento, começou como uma maneira para que os negócios pudessem interagir com seus seguidores e desenvolver suas marcas, com a esperança de que isso eventualmente convertesse os usuários em clientes pagadores. O seguinte passo para o segmento foi o avanço do marketing de influência, que ajudou os vendedores online a chegarem até seus consumidores através das redes dos influencers. No entanto, somente recentemente se tornou mais fácil vender através das redes sociais. Graças à uma melhor integração entre as plataformas de e-commerce e os canais de mídias sociais, como Shopify com Facebook, por exemplo, além do avanço do marketing nas redes sociais, os negócios online agora possuem uma excelente oportunidade para aumentar suas vendas.

Os brasileiros são ávidos usuários de internet e passam grande parte de seu tempo online nas redes sociais.  Apesar de que a venda através de redes sociais já tenha ajudado os lojistas a vender mais neste ano, 2018 deve trazer resultados ainda melhores.

De modo geral, as tendências para o e-commerce em 2018 no Brasil estão alinhadas com as tendências para o segmento de e-commerce como um tudo. Quanto mais maduro o mercado brasileiro se torna, mais fácil replicar algumas estratégias que funcionam bem em mercados de e-commerce mais estabelecidos. No fim, as tendências também vão de encontro com as necessidades de um mercado em crescimento e com escutar o que os compradores querem. É importante ter em mente que se os compradores não conseguem o que querem em um lugar, eles buscarão em outro. Graças à internet, outro lugar pode ser qualquer lugar no mundo. Por isso, focar em proporcionar uma experiência de compra excelente, independentemente do canal usado para a compra, bem como um ótimo serviço de atenção ao cliente pré e pós venda, são essenciais para destacar-se e beneficiar-se das oportunidades que o mercado de e-commerce brasileiro tem para oferecer.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *