Pagamento recorrente com o Pix
Pagamento recorrente com o Pix

Pagamento recorrente com o Pix: a solução mais aguardada pelo e-commerce

A espera acabou: no dia 16 de novembro, o Banco Central disponibilizou oficialmente o Pix para toda população brasileira, permitindo a transferência imediata de dinheiro 24 horas por dia, 7 dias por semana, de forma simples e segura. Enquanto os consumidores ainda exploram a plataforma e se acostumam com a nova forma de pagar, o mercado anseia pelo desenvolvimento de mais soluções inovadoras envolvendo o Pix. Uma delas é o pagamento recorrente com o Pix, idealizado para modelos de negócios que trabalham com assinaturas.

 

Mercado de assinaturas no Brasil: mais de 4 mil empresas atuam no setor

O mercado de assinaturas mostra impressionante potencial no Brasil: segundo dados da Betalabs, já são 4 mil empresas atuando nesse setor, ante somente 300 empresas em 2015.

E se o os clubes de assinatura já apresentavam uma tendência de crescimento, movimentando cerca de R$ 1 bilhão em 2019, esse serviço foi ainda mais impulsionado pela pandemia: 800 novos clubes de assinatura foram abertos no Brasil durante o período de isolamento social. Cerca de 600 novos consumidores contrataram um serviço de assinatura diariamente.

 

Pix já movimentou mais de R$ 9 bilhões na primeira semana

De acordo com o levantamento do Banco Central, o volume financeiro transacionado na primeira semana de operação do Pix chegou a R$ 9.3 bilhões, com um total de 12,2 milhões de transações. Os dados são do dia 16 a 22 de novembro de 2020.

Os dados mostram forte tendência de adoção do Pix. Para o presidente do Banco Central, Roberto Campo Neto, a estreia do novo meio de pagamento pode ser classificada como “espetacular” e atende à demanda da população por um meio de pagamento rápido, barato, seguro, transparente e aberto.

 

Como vai funcionar o pagamento recorrente com o Pix?

Uma das possibilidades de habilitar o pagamento recorrente via Pix é por meio de um link de pagamento: o usuário receberá periodicamente via e-mail um link para uma página de pagamento e poderá efetuar o pagamento via Pix. Além disso, uma das previsões do Banco Central é lançar também o “Pix Agendado”, funcionalidade que permitirá que o usuário agende a realização de um pagamento instantâneo para uma data futura.

Com o boom dos modelos de negócios por assinatura, ampliar a oferta de métodos de pagamento é essencial para democratizar o acesso de consumidores aos produtos e serviços. E, nesse sentido, a recorrência com o Pix é importante para incluir mais pessoas no e-commerce e ampliar o alcance das lojas virtuais.

Os benefícios do Pix no e-commerce já são conhecidos: além da confirmação acelerada, o novo método de pagamento possibilita uma entrega agilizada do produto ou disponibilidade imediata do serviço. Agregar os pagamentos recorrentes à essa equação melhorará em muito a experiência do usuário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comment

  • Mariana Reis 9 de junho de 2022

    Pix recorrente

Esta página utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário em nosso site. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com a coleta e uso das informações para garantir a melhor experiência de navegação. Para saber mais, leia a nossa Política de Privacidade.

Aceitar