Soluções de pagamento alternativas atraem os desbancarizados para o e-commerce

Mundialmente, o e-commerce representa 12% de todas as vendas do varejo. Até 2022, a eMarketer estima que o segmento terá uma participação de mais de 20%. Em parte, o crescimento será incentivado pela inclusão digital, que habilitará mais consumidores ao redor do mundo a comprarem online.

No entanto, segundo o Banco Mundial, ainda existem 1,7 bilhões de adultos desbancarizados no mundo. No Brasil, o Instituto Data Popular estima que 55 milhões de adultos não possuem uma conta bancária ou nenhuma uma outra relação com instituições financeiras tradicionais. Isso representa mais de 26% de toda a população nacional e quase 40% de todos os brasileiros adultos.

O desafio, portanto, encontra-se em proporcionar o acesso ao e-commerce para os desbancarizados. Neste sentido, as soluções de pagamento alternativas têm um papel muito relevante. As fintechs, em particular, estão liderando esta corrida, trazendo novas tecnologias que democratizam o acesso ao e-commerce. Bons exemplos são o PEC Flash™ e o Boleto Flash®, ambos da PagBrasil.

 

Perfil dos desbancarizados brasileiros

Estima-se que a popupalação desbancarizada do Brasil movimenta aproximadamente R$655 bilhões. Ao contrário do que muita gente acredita, os não bancarizados pertencem a todos os grupos sociais, sendo 11% na classe alta, 48% na classe média e 37% na classe mais baixa.

Geograficamente, os desbancarizados também se encontram em todo o território nacional. Enquanto o norte e o nordeste têm quase metade da população adulta sem conta bancária, no centro-oeste, sul e sudeste aproximadamente 30% dos adultos não são bancarizados.

Dentre os motivos que fazem com que esse público continue sem conta em banco, quase 60% dos adultos não bancarizados dizem não ter suficiente dinheiro para abrir uma conta. Os bancos possuem seus requisitos para aberturas de novos contratos e muitos adultos não cumprem com todas as demandas das instituições financeiras. Além disso, se uma pessoa tem um histórico de crédito negativo ou se encontra endividado, os bancos provavelmente não aceitarão abrir uma conta.

Outro destaque é que 32% não são bancarizados por não possuir uma agência bancária próxima. Isto explica porque uma maior parcela da população no norte e no nordeste está desbancarizada, já que nestas regiões existe uma menor concentração de bancos, se comparado com outras regiões do Brasil.

 

Soluções de pagamento alternativas para os desbancarizados

Durante muito tempo, a única forma de pagamento alternativa para os desbancarizados era o boleto bancário. No entanto, o popular meio de pagamento tinha suas desvantagens, como o atraso de até três dias na confirmação do pagamento e a falta de um layout responsivo para facilitar seu uso em dispositivos móveis.

Nos últimos anos, fintechs, como a PagBrasil, apresentaram novas opções que habilitam os desbancarizados a comprarem online, como os cartões pré-pago, contas de pagamento, Boleto Flash® e PEC Flash™.

O Boleto Flash® foi lançado em 2015, criando uma melhor solução de boleto para o mercado brasileiro. Além do layout responsivo, também oferece confirmação do pagamento em menos de duas horas, uma melhora significativa em relação ao boleto tradicional. Desta forma, os consumidores podem desfrutar de uma melhor experiência de compra ao não ter que esperar tanto tempo para ter acesso aos seus produtos ou serviços adquiridos.

O PEC Flash™, por outro lado, é a nova solução oferecida pela PagBrasil focada em inclusão. Ele consiste em uma forma de pagamento em dinheiro criada para o e-commerce, que permite que qualquer pessoa, bancarizada ou não, possa pagar suas compras online em dinheiro em uma agência lotérica. E o melhor, a confirmação do pagamento é feita em poucos minutos.

Quer saber mais sobre as soluções da PagBrasil para os desbancarizados? Visite www.boletoflash.com e www.pecflash.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *