Brazilian ecommerce | E-commerce brasileiro
Brazilian ecommerce | E-commerce brasileiro

E-commerce brasileiro deve crescer 18% em 2020

O e-commerce brasileiro continua crescendo a cada ano. E, em 2020, a previsão é de que alcance um faturamento de R$ 106 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). O número representa um crescimento de 18% quando comparado ao ano anterior. Essa será a primeira vez que o e-commerce brasileiro ultrapassa a marca de R$ 100 bilhões.

Os marketplaces, pequenos negócios e as compras realizadas com smartphones serão os principais fatores para esse crescimento. Ainda, a ABComm estima uma média de 342 milhões de pedidos de quase 68 milhões de consumidores. No ano passado, o e-commerce brasileiro cresceu 23%, de acordo com a associação, alcançando um faturamento de R$ 89,9 bilhões.

 

Insights do e-commerce brasileiro

Reunimos alguns insights de diversos relatórios que fornecem uma visão mais ampla deste mercado em rápida expansão no Brasil.

Principais categorias

De acordo com o relatório Digital 2020: Brasil, do We Are Social e Hootsuite, a categoria campeã do e-commerce brasileiro é moda e beleza, com um valor total gasto de US$ 5,25 bilhões. Eletrônicos e mídias físicas vêm em segundo lugar (US$ 4,15 bilhões), seguido de comida e cuidados pessoais (US$ 1,30 bilhões) e móveis e itens de casa (US$ 1,99 bilhões).

Principais regiões

A região do sudeste lidera o e-commerce brasileiro, com 56,6% de share de mercado de acordo com a 40ª edição do relatório Webshoppers da Ebit|Nielsen. No entanto, o relatório também mostrou que as regiões norte e sul são as que mais crescem no Brasil, respectivamente 36% e 29%.

Principais métodos de pagamento

De acordo com o Webshoppers, os cartões de crédito permanecem como os principais métodos de pagamento para compras digitais. No entanto, o Digital 2020: Brasil mostra que apenas 27% da população brasileira possui um cartão de crédito. Isso significa que lojas virtuais que não oferecem métodos de pagamento alternativos excluem um grande percentual de consumidores que desejam comprar online.

O boleto bancário é o segundo método de pagamento mais utilizado, representando cerca de 19% de todas as compras. Ainda, quase metade de todos os pagamentos são parcelados no cartão de crédito.

Frete grátis

Os custos com frete tem elevado impacto em consumidores brasileiros. De acordo com o Ebit|Nielsen, 60% dos consumidores preferem pagar menos pelo frete, mesmo que isso atrase a data de entrega do produto. Ainda, uma pesquisa realizada pela Social Miner e OpinionBox mostrou que 55,4% dos consumidores desistiriam de uma compra devido aos custos com o frete.

O Brasil é o maior mercado varejista online da América Latina, e uma excelente oportunidade para comerciantes locais e globais. No entanto, entender as particularidades do país é essencial para aqueles que desejam ter sucesso no e-commerce brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *