Open Banking
Open Banking

Brasil inicia primeira fase de Open Banking

A primeira fase do Open Banking no Brasil foi adiada do dia 30 de novembro de 2020 para o dia 1º de fevereiro de 2021. O Banco Central informou que a prorrogação ocorreu em função da pandemia do Covid-19, que aumentou o número de transações eletrônicas, aliado a outros fatores como o pagamento do auxílio emergencial, implementação do Pix, e a norma do registro de recebíveis.

 

Leia também: Open Banking no Brasil: o que deve mudar?

 

Cronograma no Brasil

A implementação deve acontecer em quatro fases. Com o adiamento da primeira algumas das etapas seguintes também sofreram alterações.

A segunda fase foi adiada de 31 de maio para 15 de julho de 2021; já a terceira fase foi mantida para o dia 30 de agosto. A fase final passou do dia 25 de outubro para 15 de dezembro de 2021.

Mais detalhes sobre a implementação das fases do open banking podem ser encontrados neste artigo.

 

O impacto do Open Banking

O Open Banking é definido pelo Banco Central como “o compartilhamento de dados, produtos e serviços de instituições financeiras e outras instituições licenciadas, a critério do consumidor, no que diz respeito aos seus próprios dados, por meio da abertura e integração de plataformas e infraestruturas de sistemas de informação, de forma segura, ágil e conveniente”.

Isso significa que, com a autorização do consumidor, instituições financeiras poderão processar dados de outras organizações, ampliando o acesso dos consumidores à produtos financeiros que atendem suas necessidades.

Vamos supor que um consumidor esteja em busca da melhor oferta de crédito no mercado. Se o cliente concorda em compartilhar suas informações, as instituições financeiras poderão oferecer propostas customizadas de acordo com o seu perfil e hábitos. Isso estimula a competição entre os players do mercado financeiro, reduzindo custos para o consumidor.

De acordo com o Banco Central, a iniciativa empodera o consumidor, aumenta a participação de fintechs no mercado brasileiro, estimula a inovação e promove a inclusão financeira. Saiba mais sobre o Open Banking no site oficial do Banco Central.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *