Black Friday | Sequestro de estoque
Black Friday | Sequestro de estoque

Black Friday 2019: previna-se contra o sequestro de estoque

A Black Friday está conquistando os corações dos brasileiros: em 2018 a data registrou R$ 2.6 bilhões em faturamento no e-commerce, de acordo com o Ebit|Nielsen. Muitos consumidores esperam ansiosas pela última sexta-feira de novembro para comprar eletrodomésticos, eletrônicos, dispositivos móveis, entre outros produtos.

No entanto, a Black Friday também aumenta as tentativas de fraude online. Os criminosos se aproveitam do cenário para atrair consumidores a compras falsas usando o boleto bancário, o segundo método de pagamento mais utilizado para compras online no Brasil. Neste caso, o concorrente compra uma série de produtos utilizando o boleto. Como o pagamento expira dentro de alguns dias, as transações não são confirmadas imediatamente. Além disso, os pagamentos com o boleto são confirmado dentro de três dias úteis. Assim, a mercadoria não é liberada para a entrega e é exibida como indisponível para outros consumidores. O estoque fica retido e o concorrente pode vender seus produtos para o mesmo público-alvo.

Além disso, há outro tipo de fraude que os comerciantes em especial devem ficar atentos: o sequestro de estoque. Ralf Germer, CEO e cofundador da PagBrasil, conversou com a CBN sobre essa prática criminosa e deu dicas para que as lojas possam se proteger. Clique aqui e ouça a entrevista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esta página utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário em nosso site. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com a coleta e uso das informações para garantir a melhor experiência de navegação. Para saber mais, leia a nossa Política de Privacidade.

Aceitar