vendas cross-border
vendas cross-border

Aumentam as vendas cross-border no Brasil e e-commerce cresce 24%

O e-commerce brasileiro gerou uma receita de R$ 35,8 bilhões (US$ 13,3 bilhões) em 2014, com uma taxa de crescimento anual de 24%, segundo um recente estudo lançado pelo e-bit. No total, 61,6 milhões de pessoas já realizaram alguma compra online no Brasil, das quais, 51,1 milhões de compradores online únicos fizeram um total de 103,4 milhões de pedidos em 2014.

Moda e acessórios continua sendo a categoria de produtos mais vendida, seguida por cosméticos e perfumaria/cuidados pessoais/saúde; eletrodomésticos; telefonia/celulares; livros/assinaturas de revistas; informática; casa e decoração, nesta ordem.

 

PagBrasil_products_category_PT

 

O e-commerce ainda não alcança a importância que apresenta nos mercados internacionais, mas o número de compras realizadas em dispositivos móveis cresceu significantemente de 4,8% em janeiro de 2014, para 9,7% em janeiro de 2015. Em dezembro de 2014, 65% de todos os pedidos realizados com dispositivos portáteis se originaram em celulares e 35% em tablets. Também é importante destacar que a renda média de um comprador que utiliza um dispositivo móvel é de R$ 6.128 (US$ 2.270), enquanto a de um comprador que não faz uso destes dispositivos é de R$ 4.378 (US$ 1.620).

O estudo realizado pelo e-bit também enfatiza a crescente importância de vendas cross-border de sites internacionais que proporcionam produtos e serviços ao mercado brasileiro. De cada 10 compradores online brasileiros, 4 compraram em sites estrangeiros. As principais razões para realizar compras nestes sites são os preços mais baixos, a falta de disponibilidade em sites nacionais ou que o produto ainda não tenha sido lançado no mercado brasileiro. O volume total de vendas cross-border em páginas web internacionais foi de R$6,6 bilhões (US$ 2,4 bilhões) em 2014, segundo o e-bit.

Ralf Germer, CEO da PagBrasil, comenta: “Produtos físicos enviados ao Brasil sempre tiveram um papel predominante no e-commerce transfronteiras, mas cada vez mais produtos digitais e provedores de serviços internacionais começam a entrar no Brasil com sites traduzidos ao português. Os pagamentos de games já contabilizam 9% dos pagamentos transfronteiriços”. Segundo a PagBrasil, os cartões de crédito representam 57% dos pagamentos em sites internacionais, o boleto bancário 23%, a transferência bancária online 15% e os cartões de débito ainda menos que 5%, mas conquistando cada vez mais participação. No total, 34,8 milhões de pedidos foram feitos em sites estrangeiros, com um valor médio de R$ 190,14 (aproximadamente US$ 70).