Brasil é de longe o maior mercado para vendas da América Latina

Brasil, uma das maiores oportunidades em e-commerce no mundo

Mercado número 1 da América Latina

 

O Brasil é a maior economia da América Latina e o quinto país do mundo em termos de território e população. Além disso, é quarto maior mercado de Internet mundial, com 140 milhões de internautas sobre uma população de mais de 207 milhões de habitantes. De acordo com Euromonitor Internacional, o Brasil representa cerca de 42% de todo o e-commerce B2C da América Latina. Com 130 milhões de usuários ativos de Facebook, o país ocupa a terceira posição na escala global.

 

Quota de mercado de e-commerce - Brasil LatAm

 
 

Crescimento do mercado de e-commerce brasileiro

 

Apesar da situação econômica adversa dos últimos anos, o mercado de e-commerce brasileiro continua mostrando uma tendência positiva de crescimento e fechou o ano de 2016 com um crescimento de 8%. Nesse período, se alcançou a cifra de 55 milhões de consumidores online, que gastaram em total R$ 47,7 bilhões na Internet.

 

Crescimento do e-commerce no Brasil

 

Com uma previsão de crescimento de 12% para o mercado de e-commerce em 2016 e um total de R$ 60 bilhões em vendas, o Brasil continua sendo uma das oportunidades mais destacadas para comerciantes online na América Latina e no mundo.

 
 

Principais categorias de produtos por receita

 
O Brasil registrou um total de 111,2 milhões de transações de e-commerce em 2017, com um ticket médio de R$ 429. Apesar de liderar em número de transações, a categoria Moda e Acessórios somente ocupa a sexta posição em termos de receita, com uma quota de 6,1%. A seguir, listamos as principais categorias de produtos por receita, com telefonia/celular ultrapassando eletrodomésticos pela primeira vez:

 

  • Telefonia / Celular – 21,2%
  • Eletrodomésticos – 19,3%
  • Eletrônicos – 10%
  • Informática – 8,9%
  • Casa e decoração – 8,4%

 
 

Dispositivos

 
Como quinto mercado mundial em número de smarphones, não é surpresa que o m-commerce esteja aumentando sua quota de mercado no país. Os dispositivos móveis foram usados 27,3% das transações do e-commerce segundo a Ebit e em até 31% segundo Atlas e ABComm, um crescimento significativo se comparado com 2016, quando sua quota de mercado era de 22%. O desktop ainda mantém sua predominância para a finalização das compras online. No entanto, o rápido crescimento do m-commerce destaca a importância de incluir os dispositivos móveis nas estratégias de negócio para o Brasil.

 

Leia mais sobre pagamentos online no Brasil.