Consumidores de e-commerce no Brasil: perfil e comportamento

A cada ano, mais e mais brasileiros interagem com o e-commerce. O Brasil é o quarto maior mercado de internet do mundo, com aproximadamente 140 milhões de internautas. Além disso, o país ocupa a segunda posição global no ranking de horas diárias passadas online – 4:59 no desktop e 3:56 em dispositivos móveis. Isto, somado à continua evolução do segmento de e-commerce no Brasil, justifica o motivo pelo qual a base de consumidores de e-commerce no país deve seguir crescendo de forma acelerada nos próximos anos.

 

Recentemente, compartilhamos alguns destaques do mercado de e-commerce brasileiro. Agora, aproveitamos para repassar o perfil e o comportamento do consumidor de e-commerce no Brasil.

 

 

Quem são os consumidores de e-commerce no Brasil?

 

Ao longo de 2017, mais de 55 milhões de brasileiros compraram online pelo menos uma vez. O número representa um crescimento de 15% comparado com o ano anterior. De modo geral, as mulheres ainda compram online mais que os homens no Brasil. Elas foram responsáveis por 50,4% de todas as transações de e-commerce no país, abaixo dos 51,6% de 2016. Isto indica que as mulheres realizaram 1,4 milhões de compras a mais que os homens.

 

Ao contrário dos mercados de e-commerce na Europa, onde a faixa etária que mais compra online se situa entre 19-29 anos, o Brasil possui uma idade média de 42,2 anos de idade. A maioria dos consumidores de e-commerce no país têm mais de 35 anos (37% entre 35-49 anos e 30% acima de 49 anos). Isto pode ser justificado pelas dificuldades financeiras que os mais jovens enfrentam no Brasil, que normalmente não conseguem ser aprovados para ter um cartão de crédito – o principal meio de pagamento no e-commerce brasileiro – e a grande população não bancarizada.

 

Mais de 63% dos consumidores de e-commerce no Brasil moram na região sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo). Os seguintes são os estados da região sul: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná com 16%.

 

O Brasil também possui uma enorme classe média, que representa quase 70% dos consumidores de e-commerce. Outro destaque é a participação dos consumidores da classe E, que representam 15% de todos os compradores digitais no país.

 

 

O que compram e como pagam?

 

As categorias de produto com mais pedidos são:

 

  1. Moda e acessórios – 14,2%
  2. Farmácia e cosméticos – 12%
  3. Eletrodomésticos – 10,8%
  4. Casa e decoração – 10,5%
  5. Telefonia / celular – 9,2%

 

No que se refere a receita, estas são as principais categorias de produtos:

  1. Telefonia / celular – 21,2%
  2. Eletrodomésticos – 19,3%
  3. Eletrônicos – 10%
  4. Computação – 8,9%
  5. Casa e decoração – 8,4%

 

De modo geral, os cartões de crédito são a principal forma de pagamento no país e representam quase 60% de todas as transações de pagamento. O boleto bancário ocupa a segunda posição com 25%, seguido da transferência online bancária(13%) e cartões de débito (5%). Em 2017, quase a metade dos consumidores de e-commerce optaram por pagar à vista, principalmente devido a descontos para compras com boleto bancário, que não possui risco de chargeback para os lojistas. No entanto, para os usuários que escolhem pagar com cartão de crédito, o parcelamento ainda é muito relevante. Atualmente, a média de parcelas no país é de 3,3, abaixo das 3,5 do ano passado. Contudo, ao usar o cartão de crédito da loja, o número sobe para 6,4 parcelas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *