Selling to Brazil | Vendendo cross-border para o Brasil
Selling to Brazil | Vendendo cross-border para o Brasil

Como empresas no exterior podem aumentar as taxas de conversão vendendo para o Brasil

O seu negócio começou a direcionar o foco e esforços para o mercado brasileiro, e você está comprometido em ajustar o seu carrinho e ficar alinhado com as preferências de compra do consumidor no Brasil.

Isso não é nenhuma surpresa, considerando que o Brasil é a oitava maior economia e um dos mercados que mais cresce no mundo. Seus recursos naturais abundantes, vasta base de consumidores, rica infraestrutura em investimentos e, acima de tudo, as dimensões continentais do Brasil são apenas alguns motivos que tornam o país um mercado promissor para investimentos estrangeiros.

Adaptar o carrinho no seu e-commerce para o Brasil, assim como aprimorar a experiência geral da sua audiência no país, com suas distintas preferências em termos de pagamentos, pode ter um impacto importante na sua receita global, entre 15 a 30% ou mais.

Em alguns mercados internacionais, testes A/B mostraram que se a sua página de produto é customizada para a região, mas a página de checkout não, por exemplo, você perderá conversões. Em outros países, você pode aumentar suas taxas de conversão em até 20% simplesmente acrescentando ou reduzindo um passo no funil de compras. O Brasil tem as suas próprias preferências.

Vamos conferir quais são as ferramentas mais importantes relacionadas ao processo de compra online, especialmente para a sua base de consumidores brasileiros.

 

Ofereça métodos de pagamento locais

Em alguns países, entre 10 e 50% das compras online são feitas com métodos de pagamento locais. Países diferentes têm preferências distintas; a Rússia utiliza Qiwi, a China Alipay e WeChatPay, enquanto a Holanda prefere iDEAL.

Os pagamentos online no Brasil são dominados pelos cartões de crédito, que são utilizados em 67% de todos os pagamentos online. O segundo método de pagamento mais popular é o Boleto Bancário, que representa 19% de todos os pagamentos online no Brasil, de acordo com a 40ª edição do relatório Webshoppers. Empresas que vendem para o Brasil poderão identificar que muitos usuários brasileiros não vão completar uma compra online se não houver a opção do pagamento com boleto. Lojistas com pedidos de boleto bancário ou parcelamento com cartão de crédito tiveram uma taxa de conversão 90% mais alta que aqueles que não oferecem essas opções de pagamento (11,04% das taxas de conversão de lojistas com métodos de pagamento locais versus 5,82% de taxas de conversão para lojistas sem métodos de pagamento locais¹).

Além disso, lojistas que utilizam novos layouts, com botões de pagamento que incluem os principais métodos de pagamento no Brasil, têm taxas de conversão acima de 20%. Os logotipos com os métodos de pagamento disponíveis devem ser fáceis de identificar no site; não os esconda em um menu drop-down e habilite a função de pagamento parcelado¹.

  

Fique atento às preferências no fluxo de carrinho

O sumário dos itens no carrinho, checkout e revisão de itens podem ser reajustados e modificados de acordo com o país, geralmente em fluxos de um ou dois passos – o primeiro sem incluir uma página para revisão de itens e, o segundo, com uma página de revisão. Dados da plataforma da 2Checkout revelam que os consumidores brasileiros preferem um fluxo com página de revisão, e que a taxa de conversão para esse fluxo com revisão é 79% mais alta a nível de plataforma, comparado com o fluxo sem página de revisão.

 

Traduza o conteúdo

Em alguns países, conteúdos traduzidos podem aumentar significativamente as vendas. Na Federação Russa, por exemplo, vimos taxas de conversão que mostram um aumento de aproximadamente 20% se o carrinho estiver no idioma local. No Brasil, esse aumento pode chegar a 24%.

O idioma no carrinho deve ser atualizado de acordo com o país (Português Brasileiro) e o idioma do navegador. O português brasileiro é o principal idioma escrito e falado para quase 85% da população no Brasil; somente 12% dos brasileiros falam inglês, e a maior parte da população espera que as marcas se comuniquem com eles em português. Mas lembre-se: o português falado em Portugal é diferente do brasileiro.

Traduções no idioma local também devem levar em conta os caracteres com acentos que são usados na língua portuguesa. Pode ser difícil utilizar esses caracteres em mídias sociais, mas utilizá-los corretamente e com consistência no conteúdo do site ou em outros documentos vão ajudar a sua marca a construir confiança e fidelizar clientes.

Certifique-se de que não apenas o seu conteúdo é traduzido, mas também possui o tom de voz apropriado para sua audiência. Quando você estiver fazendo essas adaptações para o Brasil, lembre-se de que se trata de um país jovem, com uma idade média de 33,5 anos, e que sua cultura é mais informal do que nos demais países; um tom descontraído e amigável pode ser mais eficiente.

Adapte os preços, tanto no display quanto no faturamento, mostrando-os em reais no carrinho e aponte quais são as taxas e impostos locais aplicados. Ajuste a data e hora, gráficos, cores e formatação para o mercado brasileiro sempre que puder. Finalmente, otimize o tempo de carregamento para o Brasil trabalhando com otimizações de acordo com as prioridades do país.

Por fim, fazer esses esforços para customizar sua experiência de carrinho para seu público no Brasil pode garantir um grande aumento de receita. Siga as etapas para tornar a experiência de compra fluida, fácil de seguir e consistente, e é mais provável que seus clientes brasileiros comprem e retornem para vendas futuras.

¹ Fonte: plataforma de dados e análises da 2checkout

 

Sobre o autor

Stefan Cenusa | Gerente de produtos sênior na 2Checkout

Stefan é gerente sênior de produtos da 2Checkout, sendo responsável pela área de pagamentos. Com mais de 10 anos de experiência prática na área de fintech, ele adquiriu fácil e sistematicamente conhecimentos sobre soluções e tecnologias para o e-commerce, gerenciamento de riscos, e governança. Profissional focado e com experiência em gerenciamento técnico de produtos, Stefan tem um histórico comprovado no desenvolvimento e gestão de soluções.

PagBrasil