Mudança para boleto registrado

Em 2015, a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) anunciou uma mudança no uso do boleto bancário que entrará em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2017. A partir desta data, todos os boletos bancários emitidos deverão ser registrados em um banco e não serão mais aceitos boletos sem registro. O objetivo da FEBRABAN, e também do Banco Central do Brasil, é aumentar o nível de transparência do sistema bancário.

 

Até então, a PagBrasil, assim como outros negócios de e-commerce ou provedores de serviços de pagamento, emitia o Boleto Express ou Boleto Flash® como boletos sem registro. Um boleto registrado, ao contrário da versão não registrada, precisa ser inscrito no sistema bancário pelo banco emissor. Para boletos registrados, os bancos normalmente cobram pela emissão, pagamento e também por qualquer possível modificação ou cancelamento. Portanto, há diversas cobranças aplicadas ao boleto registrado, enquanto para boletos sem registro somente é cobrada uma tarifa por boleto pago. No entanto, a PagBrasil confia em poder manter a estrutura de taxas atual para os seus comerciantes, cobrando unicamente por aqueles boletos registrados cujo pagamento for confirmado.

 

Além do mencionado acima, o nome completo do consumidor, identificação fiscal (CPF/CNPJ) e endereço serão requeridos para o registro do boleto. Como a PagBrasil já recebe esses dados dos seus comerciantes como requisito padrão para a integração com o sistema de pagamentos, não haverá qualquer necessidade de que os comerciantes modifiquem sua implementação técnica.

 

O boleto registrado também oferece duas grandes vantagens. A primeira, e mais importante, é uma vantagem ao consumidor final: boletos registrados são automaticamente vinculados via sistema bancário com o CPF/CNPJ do comprador. Com isso, o consumidor pode simplesmente acessar a sua conta online, selecionar o boleto e confirmar o seu pagamento. A necessidade de digitar, ler ou copiar o código de barras ou número será eliminada para clientes que prefiram pagar através do Internet Banking. Além da melhora na experiência de pagamento para o usuário, há uma vantagem para os comerciantes, que ganham a possibilidade de apresentar automaticamente o protesto em cartório por boletos que não forem pagos. Na maioria dos casos, isso favorece a cobrança do valor devido, dado que um protesto oficial tem um impacto importante na reputação creditícia do consumidor.